Empunha o Cetro! Vence, reina e triunfa na Liga de Famílias!

Empunha o Cetro! Vence, reina e triunfa na Liga de Famílias!
O momento é de renovar o brilho da coroa
Clique aqui para ver as fotos

Na festividade da Imaculada Conceição, a Liga de Família de Schoenstatt se reuniu para coroar a Mãe de Deus e a ela entregar o cetro entregando também toda a educação e cuidados das famílias a Mãe e Rainha.

A tarde começou com a missa e doce presença de nosso querido padre João Batista de Almeida, padre redentorista que assiste na Igreja de Santa Cruz, e a Santa Missa por ele presidida. No início da missa, a bandeira da Liga de Famílias, precedido da família Gomes que renovam a estampa do Quadro da Mãe e Rainha de seu Santuário-lar e as coroas e cetros que foram abençoadas e entregues juntamente com o Capital e Graças, fruto da dedicação e entrega para a preparação para a coroação e entrega do cetro.

Maria, a Cheia de Graça aos olhos do Pai.

Pe. João Batista em sua homilia mostrou a todos como os planos de Deus são infalíveis. Jesus viria ao mundo, contudo, não poderia vir em meio ao pecado. Não poderia estar o divino mergulhado no profano. Assim Deus quis que Maria fosse concebida sem a mancha do pecado original sendo solo fértil para florescer o fruto da videira redentora. E dessa forma, Jesus veio ao seio de Maria através do Espírito Santo.

Em suas palavras, Pe. João Batista mostrou o amor serviçal de Maria quanto aos planos de Deus: “Quando o anjo anuncia a Maria que ela teria um filho, ela ficou perturbada. Maria não sabia dos planos de Deus”, disse Pe. João Batista. Continua, “contudo, ela aceitou e disse faça-se em mim segundo a tua vontade”. Maria é a rainha que recebe a coroa a serviço, o cetro pela condução ao coração de Cristo.

Ao final da missa, Pe. João Batista abençoou as coroas e os cetros, ditando a importância desses símbolos em nossos Santuários-lares: “A Coroa é sinal de Serviço, mas também de arrogância; o Cetro é sinal de condução, mas também de violência. Contudo, Maria se põe a serviço e conduz nossas famílias, é deixar nos educar pela Mãe de Deus”. E completou: “E que a estampa da Mãe e Rainha possa tomar posse do lar [a qual ela será colocada], trazendo paz e amor aos corações que ali rezarem”. Pe. João Batista parafraseava as palavras de nosso Pai e Fundador.

Toma a Coroa! Empunha o Cetro, Mãe!

Após a missa, a Liga de Famílias se reuniu no Santuário. No largo abraço da Mãe de Deus, todos se sentiram acolhidos e, após uma breve explanação da Irmã Agnes, pudemos refletir por diversos momentos em que nosso Pai e Fundador entregou a coroa; da primeira coroa colocada no Santuário Original, feita em madeira, até a entrega da Coroa e Cetro no Santuário de Santa Maria-RS, Irmã Agnes relevou a importância daquele momento em que a Liga de Famílias tanto se preparou.

Assim, a Liga entregou a Coroa a Mãe de Deus, renovou o brilho da coroa em outros Santuários-Lares, relembrando toda a conquista para aquele momento.

Logo após, as famílias entoaram suas orações para a entrega do Cetro: um momento que consagra toda a majestade de Maria. Não se tem rainha que recebe a coroa e não empunha o Cetro. E assim a Liga de Famílias entregou o Cetro a Mãe de Deus, entregando também a condução das famílias e de todos os lares. Toda a preparação se findou com os dirigentes Julieide e Fernando Valderrama e Elisabete e Marcos Peiró  entregando o cetro a Mãe do Santuário-lar do Amor representando toda a Liga de Famílias, antes conquistado para a sala da casa Jardim de Maria.

Tivemos também a copiosa presença da Irmã Maria Teresila que pode reencontrar com seus contemporâneos da época em que foi a responsável pelo Santuário e pela própria Liga de Famílias. Em sua ternura e carinho, relembrou as palavras do Pe. João Batista na homilia e falou da beleza do brilho da coroa. E como foi belo para seus olhos contemplar o Santuário tomado pela Liga de Famílias que, conforme o ideal deste lugar, foi mais uma “alegria vitoriosa”.

Assim, Maria passa a ser uma Rainha completa e nós, meros súditos de sua realeza, entregamo-nos confiantes e dispostos para que nas mãos da Mãe de Deus possamos ser instrumentos aptos em Suas mãos e conduzir mais corações ao coração da Mãe. De nossos lares, unido ao Santuário Tabor Morada da Alegria Vitoriosa, Maria impera, vence, reina e triunfa. Ao final, os frutos deste ano na Liga de Famílias, os casais Beatriz e Leandro e Juliana e Paulo conduziram a Rainha do Amor ao seu trono.

Depois de todo o cerimonial, os dirigentes e vice dirigentes receberam a todos no refeitório do Santuário para comemorar e celebrar o momento, fechando todo o momento da Liga em 2019, com pizzas feitas pelo Santuário, complementadas com muito carinho e amor, dedicação e entrega a fim de unir mais ainda a Liga de Famílias e rebuscar forças para que em 2020 possamos ser a cada dia mais

“Santuários Vivos de Schoenstatt, um novo Nazaré, Tabor para o mundo”!

Por Fernando Castilho Valderrama

Adicionar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *