Maria providenciou tudo para João Pozzobon no Santuário da Alegria Vitoriosa

Maria providenciou tudo para João Pozzobon no Santuário da Alegria Vitoriosa
Clique aqui para ver as fotos!

Outubro sempre quente e a primavera nos presenteia com suas flores e perfumes. Neste dia 20 de Outubro foi a data escolhida na Diocese de São Carlos para a Abertura do Ano João Pozzobon e o Santuário Tabor Morada da Alegria Vitoriosa reuniu a família para juntos celebrarmos este momento.

A família de Schoenstatt e alguns peregrinos se reuniram na entrada da cidade para que, em carreata, levassem a MTA pelas ruas e avenidas da cidade, a fim de convidar a todos para a grande festa da Aliança de Amor. E assim a carreata saiu, a Mãe Providente foi a frente em um lindo carro adornado com lírios brancos que Ela mesma escolheu a Teu gosto. A família veio em uma bela e segura carreata, seguindo a Mãe Deus que também provera a Pozzobon o caminho seguro em suas peregrinações.

Ao chegar no Santuário, a Mãe da Pureza fez com que seus filhos A recebessem em belas alas alvas de mais lírios, puros e brancos, conduzindo-A até o seu trono de graças no Santuário Tabor Morada da Alegria Vitoriosa. Conduzida por Pozzobon’s que dignamente serviram como os passos para que a Mãe de Deus passasse entre seus filhos muito amados.

A vida missionária do Amor a Maria

 Após o café da manhã à sombra do Santuário, a família de Schoenstatt organizou cinco cenas que apresentaram a vida de João Pozzobon: iniciou com a Casa de João Pozzobon, mostrando um pouco das particularidades de sua vida familiar. Passou pela Visita às Famílias, mostrando também a acolhida e as alegrias de receber a Mãe e o seu servo. A Romaria da Primavera que coroa Maria com flores. A caridade de nosso Servo de Deus, passa pela cena da Vila Nobre da Caridade, onde o nobre João Pozzobon concedeu o lar a diversas famílias através de ações sociais que, em multidão, construiu casa e lares, onde a Mãe pode conferir as providências de Teu amor.

E seu ponto maior, nosso Pai e Fundador, juntamente com Pozzobon, dá sua Benção do Sacerdotal a Campanha da Mãe Peregrina. A história conta que, de um lado, um homem simples, de pouca formação intelectual, mas sempre na proteção de Nossa Senhora e, do outro lado, um visionário, profeta por vocação, que vê os frutos de sua obra florescer; um não falava a língua do outro, mas as trocas de olhares diziam muito um para o outro.

Nosso Pozzobon assume a MTA assim como o pioneiro, coloca em seus ombros e sai do Santuário em missão. Momento forte que, ao retornar ao Santuário, leva todos a emoção, conduz a todos ao retorno de João Pozzobon e, às vozes de “Mãezinha do Céu”, dá-se aberta o Ano João Pozzobon.

Na presença do Senhor, Maria nos envia como Pozzobon

 Após o almoço, nosso Capelão Pe. José Marcelo de Araújo recebeu aos peregrinos falando um pouco sobre a missão da Diocese de São Carlos e a aceitação da missão junto a Maria. E a força da missão vem da oração do terço. Assim como Pozzobon, os peregrinos e a família de Schoenstatt puderam meditar cada mistério da Oração do Terço, oferecendo por cada continente, onde as missões católicas peregrinam, também como a Campanha da Mãe Peregrina, evangelizando e levando a boa nova. Os peregrinos que estavam ali presentes puderam presenciar, ao final do terço, a benção do Santíssimo Sacramento. Jesus Eucarístico agraciou a todos para alegrar os corações que adoravam a Cristo naquele momento.

Na missa, tivemos a alegre presença do Pe. José Roberto Agostinho, Pe. Dionísio dos Santos e de nosso Vigário Episcopal Pe. Christian Capelatto que dignamente representou nossos bispos que estavam em seus devidos compromissos, contudo, unidos espiritualmente conosco.

Padre Christian enalteceu o papel de João Pozzobon em suas visitas: assim como na semana passada a boa nova falava a importância da gratidão em nossas vidas, pela providência divina a palavra Santa nos trouxe a importância de rezarmos a Deus, assim como Pozzobon fez com todas as suas visitas e missões. Rezou o terço e levou muitas pessoas a rezar. Seguindo as sábias palavras de nosso Vigário Episcopal, “o terço é como um arame farpado contra o mal”.

Ao final da missa, todos peregrinaram ao Santuário e, pelas mãos sacerdotais de nosso querido Pe. Christian, receberam a benção do envio. E ao som de “Mãezinha do céu” receberam as bênçãos para o fervor da missão. Seguindo os passos de nosso Servo de Deus podemos repetir seus passos e dizer:

“Entendi a missão e por ela me entreguei” 

Por: Fernando Castilho Valderrama

Adicionar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *